segunda-feira, 9 de junho de 2008

Sem título 7

A dor em função das palavras ditas é muito maior que aquela provocada pelo silêncio.
É... Agora tudo parece mentira.
E foi você quem disse...

Se ninguém perde o que nunca teve, por que seus dias hoje são cinzas?

Sou dura demais ao conservar palavras tortas?
Ou sou ingênua demais em acreditar que há palavras doces que você queria ter dito, mas não disse?

Tanto faz.
Hoje tudo é vazio.
Vai ver é disso que eu gosto.

Um comentário:

Neto disse...

Sabe Nanda,
Palavras ditas, mal escolhidas e malditas são em si um erro e não deixariam de ser pois assim elas nascem, tortas.
Uma amiga a quem respeito muito , me disse recentemente que a dor que machuca mais é aquela que sentimos quando perdemos a confiança da pessoa amada e nos é colocado a condição que não importa o que fizermos, não poderemos e não teremos a chance de consertar. E ela tinha razão.
Uma frase torta não pode tirar a beleza do que somos, do que fizemos, do que acreditamos . Não se perde o que se é e o que se quer. Se é uma virgula, não permita que seja nosso ponto final.
No vácuo persiste a indiferença , não a dor e se dói o vazio , talvez seja pela simples e óbvia constatação:
Não é vazio e o “faz”, faz diferença.
Bj